terça-feira, 22 de outubro de 2013

Ambiente de testes com Vbox. Easy way

Se você é administrador de Redes, ou mesmo precisa de uma máquina para fazer um teste qualquer, certamente o Virtual Box é o melhor opção. Em um passe de mágica você tem uma ou mais máquinas à mão e pode começar o trabalho. Se você está estudando redes e servidores sempre terá uma máquina como cliente e outra como servidor, agora duas máquina virtuais. Um exemplo de rede bem simples, e extremamente comum é a rede interna do local e uma máquina com 2 placas de rede atuando como servidor de alguma coisa e compartilhando a conexão com a internet. Este cenário é facilmente simulado no Virtual Box. Basicamente o que precisamos fazer é criar 2 máquinas e uma delas com 2 placas de rede, mais alguns ajustes e temos o cenário pronto.

Se você ainda não tem o "Vbox" instalado na  sua máquina você pode baixar aqui. É importante lembrar que cada máquina virtual em funcionamento irá consumir a quantidade de memória que lhe foi dada do seu sistema, então se você tem uma máquina com 2GB de RAM por exemplo, considerando que o sistema operacional hospedeiro consuma 1GB, você pode criar 2 máquinas com 256MB de memória ou mesmo uma delas com 512MB. Você pode fazer os testes e pode depois aumentar ou diminuir a memória de cada máquina virtual conforme necessário, deixe sempre um "folga" para o sistema hospedeiro (máquina real).

Vamos supor que eu queria treinar a configuração de um servidor Proxy com Debian que compartilhe internet para uma máquina com Windows. Primeiro crie 2 máquinas virtuais:

Feitos os ajustes nas máquinas como desejado, o truque para simular uma pequena rede com saída para internet é a configuração das placas de rede das máquinas virtuais. A ideia é rede da seguinte maneira:



Uma rede virtual entre as máquinas virtuais, como em uma rede doméstica, e uma das máquinas com 2 placas de rede, sendo uma conectada à rede externa com acesso a internet. Por padrão o Vbox deixa as placas de rede configuradas no que eles chamam de NAT. A placa de rede virtual usa serviços do próprio Vbox, recebe IP via DHCP, e o Vbox utiliza de NAT para intermediar as conexões da máquina virtual com o "lado de fora". É uma técnica muito boa e deixa tudo transparente, no entanto para quem quer um ambiente o mais próximo do real possível pode deixar as coisas confusas.

Para configurar basta clicar com o botão direito na máquina virtual ir em configurações e no menu de Rede. Na máquina que atuará como cliente deixe apenas uma placa de rede e será configurada como "Rede interna" e na máquina que atuará como servidor, a primeira placa de rede estará no mesmo modo (Rede interna). Com isso já temos uma pequena rede isolada que funciona apenas entre as maquinas virtuais. Agora basta adicionar uma segunda placa de rede no servidor e configurá-la em modo Bridge com a sua placa de rede real.

Segunda placa de rede em "modo bridge"


Neste modo de operação a interface virtual é tão cliente da sua rede (real) como o seu PC hospedeiro. Ela receberá IP da sua rede e será como qualquer outra máquina nela. A sua interface real (eth0 no exemplo) está ligada em camada 2 com a interface da máquina virtual.

Você pode ainda adicionar outras máquinas dentro da sua rede virtual apenas configurando a interface em modo "Rede interna".

Agora basta instalar os sistemas operacionais e lembrar que as interfaces na rede interna estão isoladas como se houvesse um switch só entre elas. A máquina servidor tem uma outra interface como se conectada diretamente na sua rede simulando a conexão com o que seria o seu provedor de internet.
Mãos à obra. Você tem 2 computadores prontos para receberem as configurações de serviços de rede e uma servidor para compartilhar internet ou oferecer outros serviços à sua rede interna (virtual).